Idiomas

  • English
  • Français
  • Deutsch

História da WWOOF

Como a WWOOF começou?

Inicialmente designada por Working Weekends on Organic Farms (Fins-de-semana de Trabalho em Quintas de Agricultura Biológica), a WWOOF teve início em 1971, em Inglaterra, quando Sue Coppard, uma secretária de Londres, tomou consciência da necessidade de proporcionar acesso ao campo a pessoas que não tinham a oportunidade de o fazer e que queriam apoiar o movimento da agricultura biológica. A ideia dela teve a sua concretização numa experiência-piloto durante um fim-de-semana que ela organizou para quatro pessoas da quinta biodinâmica do Emerson College, em Sussex, através de um contacto na Soil Association (Associação Inglesa de Agricultura Biológica). Esse fim-de-semana foi um enorme sucesso e, muito rapidamente, ganhou um movimento imparável.

Desenvolvimento

Quando surgiu a procura para períodos de permanência maiores, o nome foi alterado para WILLING WORKERS ON ORGANIC FARMS (Voluntários em Quintas Biológicas). Posteriormente, reconhecendo a natureza mundial da organização e a potencial confusão provocada pela palavra “trabalho” a WWOOF passou a significar WORLD WIDE OPPORTUNITIES on ORGANIC FARMS (Oportunidades Mundiais em Quintas Biológicas).

Existem atualmente associações WWOOF autónomas em muitos países, e os anfitriões que não dispõem de grupos nacionais estão listadas na WWOOF Independents.
 

Futuro

A WWOOF atualmente também é reconhecida por ter um importante contributo a dar no universo mais amplo do movimento biológico, já que proporciona a cada vez mais pessoas o contacto direto com os produtores de agricultura biológica, quer a nível individual, quer através de outras organizações que ingluenciam as políticas e a procura dos consumidores.

A WWOOF continua a crescer e “fazer wwoof” já consta no vocabulário alternativo.

WWOOF no Mundo

Todos os organizações oficiais da WWOOF podem ser encontrados em www.wwoof.net .