Idiomas

  • English
  • Français
  • Deutsch

Perguntas Frequentes

 

 

Como é que eu me torno associado?

Clica em Aderir . Nesta página ser-te-á pedido para preencheres um formulário de registo com informações gerais sobre ti e realizar o pagamento da quota anual (15€). Após o pagamento, poderás entrar em contacto com as Quintas WWOOF.

 

 

Quanto tempo posso ficar numa quinta?

Normalmente, a duração da estadia numa quinta é decidida entre ti e o dono da quinta. Não existe nenhum tipo de duração padronizado. Pode ir de alguns dias a alguns meses, tudo depende daquilo que ambos pretendem. Há quintas em que preferem estadias mais longas e outras em que as preferem mais curtas. Algumas pedem um período de experiência de algumas semanas antes de aceitar estadias mais prolongadas.

 

 

Como é que eu trato da minha estadia e quais são as regras que se aplicam?

Logo que recebas a WWOOF ID (nome de utilizador e informação para aceder à área reservada a associados) podes escolher as quintas que queres visitar. IMPORTANTE: É necessário tratar das coisas com antecedência, não se pode simplesmente aparecer e bater à porta. Durante o telefonema inicial é importante discutir os pormenores da estadia, tais como a duração e as tarefas que existem para fazer.

No caso de teres combinado uma visita a uma quinta e depois não o puderes fazer, deves contactar a quinta para os avisar, uma vez que, se não apareceres, ficarão preocupados contigo!

 

 

Por que é que não consigo fazer o "login"?

Confirma se estás a escrever corretamente o nome de utilizador e a palavra-passe. Não te esqueças de verificar a utilização de maiúsculas e minúsculas porque “Omeunome” é diferente de “omeunome”.

No caso de continuar a não funcionar, clica na hiperligação "Esqueceste a palavra-passe?” na parte superior direita!

A maior parte dos problemas de acesso à área reservada a associados resolve-se desta forma, por isso o coordenador só deve ser contactado depois de se tentarem estas opções.

 

 

A WWOOF pode ajudar-me a conseguir um visto?

Não, a WWOOF não se envolve em qualquer processo referente à obtenção de vistos ou de títulos de viagem e não faz convites nem cartas ou quaisquer outros documentos para esse efeito.

 

 

O que é que se espera de um voluntário (WWOOFer)?

Tornar-se um WWOOFer não é uma forma barata de fazer férias e de viajar. A WWOOF é uma associação de voluntários criada com o fim de educar as pessoas acerca do movimento da agricultura biológica e para lhes proporcionar experiências práticas, assim como ajudar os produtores de agricultura biológica, uma vez que esta forma de produção necessita de muita mão-de-obra. Se estás à procura de estadia gratuita para as tuas férias, existem outras organizações para esse fim.

No caso de a tua estadia não estar a correr bem para o dono da quinta, ele pode sempre pedir para te ires embora, mas se houver uma boa comunicação entre o dono da quinta e o WWOOFer esta é uma situação que normalmente não acontece.

 

 

Como é que as coisas funcionam ao nível dos seguros?

Precisas de te informar com a tua companhia de seguros. Não temos qualquer tipo de parceria com companhias de seguros e não recomendamos nenhuma em específico. Contudo sabemos de duas companhias frequentemente utilizada pelos WWOOFers:

http://www.oveuropa.com
http://www.worldnomads.com/

 

 

Com que antecedência devo contactar uma quinta?

Normalmente, 1 ou 2 meses.

 

 

Mais ou menos quanto tempo é que leva para me arranjarem um sítio?

Nós NÃO te arranjamos nenhum sítio – tu é que o tens de fazer. Assim que tenhas o WWOOF ID cabe-te a TI contactar as quintas. O tempo que demoram a responder depende de cada quinta. Como dado indicativo, desde o pedido até a recepção de uma resposta podem passar 2 semanas.

 

 

Posso fazer WWOOF com os meus filhos?

Sabemos que algumas quintas têm todo o gosto em receber pessoas com crianças, mas há outras que não. É frequente que em quintas onde há crianças fiquem encantados por receber mais crianças.

Essa informação consta normalmente na lista das quintas (mas deve ser confirmada com antecedência).

Para ver a perspetiva daqueles que fazem WWOOF com os filhos, existem vários artigos disponíveis no sítio na internet da WWOOF Independents (em inglês):

http://wwindynews.wwoof.net/feature/feature15.htm
http://wwindynews.wwoof.net/reportage/reportage28.htm
http://wwindynews.wwoof.net/reportage/diary2.htm

 

 

De que tipo de visto é que eu preciso?

Para obter informações mais concretas, contacta a tua embaixada, mas não há necessidade de visto no caso de seres cidadão da UE. Lamentamos, mas a WWOOF não presta qualquer assistência na obtenção de vistos nem envia cartas de chamada. Para mais informações sobre vistos para Portugal, clica aqui.

 

 

Podem ajudar-me a arranjar trabalho e a obter uma autorização de trabalho?

Ser WWOOFer não envolve trabalho remunerado, é uma ajuda voluntária em troca de alimentação, alojamento e oportunidades de aprendizagem sobre agricultura biológica.

 

 

Quais são as implicações de ser voluntário numa quinta?

Ser voluntário implica ajudar nas tarefas quotidianas que têm de ser levadas a cabo numa quinta. A ajuda prestada não é remunerada – não se trata de um emprego, mas de uma troca. Troca-se a ajuda prestada por comida e alojamento.

 

 

Posso levar o meu cão?

Somente com autorização do dono da Quinta.

 

 

É possível obter referências sobre uma quinta?

No caso de teres algumas dúvidas sobre uma determinada quinta, recomendamos que contactes a quinta diretamente pedindo-lhes o contacto de voluntários que lá tenham estado anteriormente. Desse modo poderás então contactar esses voluntários e ficar com uma ideia de como são as coisas nessa quinta.

 

 

Posso associar-me em conjunto com o/a meu/minha amigo/a?

Não, cada WWOOFer tem de ser associado. A única exceção diz respeito às crianças que acompanham a mãe e/ou o pai.

 

 

Como viajar para Portugal?

Por avião:
Em Portugal continental, há três aeroportos internacionais: Porto, Lisboa e Faro.
Podes clicar aqui para veres a partir de onde é que há voos para estes aeroportos e as respectivas companhias aéreas.

Por comboio:
Os principais comboios internacionais com destino a Portugal são o Sud-Expresso que liga Paris a Lisboa e o Lusitânia que liga Madrid a Lisboa. Para mais informações contacta a CP.

Por autocarro:
Uma das empresas que faz transporte de passageiros para Portugal é a Eurolines.

 

 

Como viajar em Portugal?

O único operador a nível nacional de comboios de passageiros em Portugal é a CP.

Este operador oferece vários tipos de serviço. Podes escolher entre o mais barato e lento até ao mais caro e rápido: Suburbano, Regional, Inter-Regional, InterCidades e Alfa Pendular.
O autocarro é uma boa opção quando o destino é uma localidade que não é servida pelo comboio. A principal empresa operadora de autocarros é a Rede Expressos.

Para te deslocares à Madeira por via marítima, podes recorrer à Naviera Armas.

Andar à boleia também pode ser uma opção, mas prepara-te para longas esperas.

 

 

Preciso de um visto?

No caso de não seres cidadão da UE, precisas de confirmar numa Embaixada Portuguesa se precisas de visto. NÃO te podemos ajudar com qualquer tipo de carta de recomendação.Aqui podes verificar onde é que fica a Embaixada mais perto de ti.

Um WWOOFer não é um trabalhador mas, sim, um turista que partilha experiências com os donos das quintas.